• Vanessa Spiess

Tecnologia - Afinal, o que é blockchain?

Atualizado: 17 de jan.

Quem firmou o termo blockchain no mercado e disseminou seu uso além do mundo cripto?

O que é blockchain? Qual o conceito? Quem criou?

Em 2009, um misterioso ou misteriosa codificador Satoshi Nakamoto lançou o bitcoin e a matemática que o faz funcionar na Internet. Ele (ou ela ou eles - Nakamoto ainda não foi identificado) criou uma rede ponto a ponto para permitir que as pessoas comprassem e vendessem bitcoins (Bitcoin = criptomoeda = moeda digital) e garantissem e perpetuassem automaticamente o sistema. A cada 10 minutos, programadores em todo o mundo conhecidos como mineradores correm para ser os primeiros a resolver equações matemáticas e registrar transações feitas com bitcoins como entradas, ou blocos, em um livro-razão digital. Em troca de seu trabalho, que requer poder de computação de força bruta para ser concluído, o programa recompensa os mineradores com bitcoins, o que os motiva a processar transações mais rapidamente. Aqui está a parte principal: cada novo bloco é conectado a todos os anteriores em uma cadeia digital. Portanto, o registro de cada transação de bitcoin fica nos computadores dos mineradores e é atualizado a cada nova entrada. É por isso que o blockchain também é chamado de razão distribuída ou descentralizada. Essa replicação torna o blockchain seguro. O blockchain, em essência, automatiza a confiança e entrega imutabilidade para seus usuários.

Quem firmou o termo blockchain no mercado e disseminou seu uso além do mundo cripto? Blythe Masters, é a responsável por disseminar e inovar na utilização do termo blockchain como uma tecnologia além do bitcoin. Blythe é o prodígio que tornou-se diretora administrativa do JPMorgan Chase aos 28 anos, a engenheira financeira que ajudou a desenvolver o swap de crédito e dar vida a um mercado que atingiu o pico de US $ 58 trilhões, em termos fictícios, em 2007. Ela é a banqueira posteriormente difamada por especialistas, dizem alguns injustamente, depois que esses instrumentos agravaram os danos causados pelo crash das hipotecas (Bolha imobiliária) subprime em 2008, causada pelo aumento nos valores imobiliários, que não foi acompanhado por um aumento de renda da população. Ao estudar e entender o potencial por trás da tecnologia Blockchain, Masters percebeu que bitcoin não tinha nada a ver com bitcoin - era tudo sobre blockchain. Desde então, ela preencheu a lacuna de instituições financeiras para startups de fintech, tornando-se CEO da Digital Asset, líder no uso de Distributed Ledger Technology para fornecedores de serviços financeiros de atacado, e como Presidente do Conselho de Administração da Hyperledger, uma empresa colaborativa de código aberto esforço criado para promover tecnologias de blockchain entre indústrias.



Porque escolhemos o blockchain como ferramenta para nos ajudar a entregas transparência para indústria da moda? O blockchain pode ajudar as marcas a promover e verificar o processo de fabricação dentro de processos entre a cadeia, ao mesmo tempo em que prova a autenticidade e sustentabilidade de seus produtos. Em outras palavras, a tecnologia blockchain pode ajudar a garantir a transparência da cadeia de suprimentos, proteger a propriedade intelectual e melhorar a eficiência do compartilhamento de dados. A ferramenta permite às empresas armazenar e transmitir informações em toda a sua cadeia de abastecimento - dos produtores aos distribuidores, com total transparência e segurança. Na ponta da cadeia, o consumidor final pode verificar e se conectar, através de um código QR, que é atribuído a cada peça de roupa - um código que pode rastrear a história completa de uma peça de roupa.



72 visualizações0 comentário